Pesquisar

4 de jul de 2008

Como os hackers ganham dinheiro?


Máxima de ouro do crime cibernético: Não há Hackers do bem. Invadir computadores alheios, nem que seja só para bisbilhotar, é crime de violação da integridade pessoal das vítimas.

Pensamento do dia: Quantos hackers estão na cadeia atualmente no Brasil?

O Brasil se tornou um paraíso Hacker, tornando inaceitável o argumento de que os criadores de vírus são adolescentes geniais e desocupados. Ao contrário, os cibercriminosos comete crimes terríveis, que causam bilhões de dólares de prejuízo no mundo inteiro, pois operam preferencialmente de países aparelhados com leis de terra-de-ninguém.

Atualmente há muito dinheiro sujo em jogo para sustentar o primeiro motivo de lançamento de vírus, o vandalismo puro, que foi o grande motor destas pragas no passado. Hoje a questão é a grana preta que um Hacker pode ganhar vendendo informações de cartões de crédito, aceitando encomendas de concorrentes desonestos, fazendo chantagens, etc.

Escrever vírus não pode ser uma atividade atribuída aos “hackers do bem”, que só em aplicam seus conhecimentos para invadir computadores alheios sem causar danos. A burla de sistemas de segurança eletrônica é uma atividade criminosa como qualquer outra. Infelizmente o Brasil se tornou paraíso Hacker pelo amparo que dá aos bandidos não tipificando crimes cibernéticos. Infelizmente os deputados e senadores que deveriam acabar com a impunidade, trabalham de terça a quarta da semana em poucos dias do mês, nos poucos meses por ano que não são eleitorais.

Como assaltar bancos sem pegar em armas?
Lançar vírus no mercado é uma forma lucrativa de auferir muito dinheiro numa época em que os negócios estão se tornando cada vez mais online, e os bandidos, chamados eufemisticamente de hackers, têm seus lucros das seguintes maneiras:

- cavalos de tróia (trojans), keyloggers. Há vários tipos de trojans, cada um deles com uma função específica. No Brasil, os criminosos cibernéticos trabalham majoritariamente com keyloggers, ou seja, programas que espionam as atividades de teclado da vítima. Graças à isso é possível obter: senhas de banco e senhas de quaisquer outros serviços online que a vítima visite.

Forma de Ganho: normalmente os criadores dos trojans não faturam diretamente com as senhas obtidas, eles “terceirizam” a tarefa, vendendo-as para quadrilhas especializadas que usam “laranjas” para fazer os saques nas contas da vítimas.

- Spywares (programas espiões): É a classe de programas que monitoraram a atividade internáutica das suas vítimas. Seus criadores vendem tais informações para empresas agressivas de comércio online e outros picaretas interessados em conhecer o perfil de navegação dos usuários. Algumas empresas criadoras de falsos aplicativos antivírus, criam spywares que infectam as suas vítimas e oferecem a “vacina” contra si mesmos. É o golpe conhecido globalmente como SMITFRAUD. Quando aparece no lado direito inferior da barra de tarefas inferior do desktop do usuário um aviso insistente de que aquele computador está infectado... é sintoma certo de infecção por spyware smitfraud. Este tipo de golpe entra na categoria das chantagens eletrônicas, onde a vítima infectada é compelida a adquirir o antispyware oferecido para se livrar do vírus que causado pelo próprio vendedor.

Forma de Ganho: os hackers ganham das empresas produtoras de antispywares falsos por demanda. Ganham pelo número de máquinas infectadas que consigam infectar.

- Trojans BackDoors e worms: São vírus que se instalam discretamente na máquina da vítima, com o objetivo de abrir “porta dos fundos” nos sistemas de defesa, para que os hackers consigam entrar e assumir o controle do computador quando quiserem. Estes tipos de vírus tornam o computador um Zumbi, ou Bot. As redes de Zumbis, ou BotNets, são usadas para deflagrar ataques coordenados de solicitação de recursos (DDoS) a servidores de internet, afim de derrubá-los. O computadores zumbis também espalham pragas, SPAMS e podem se tornar servidores FTP de arquivos de pedofilia.

Forma de Ganho: Empresas interessadas em prejudicar concorrentes contratam hackers para perpetrar ataques DDoS, usando milhares de zumbis com o objetivo de derrubar servidores e paralisar quaisquer serviços online. Naturalmente tais serviços sujos são contratados por milhare$, ou milhõe$ de dólares.

No mercado negro dos vírus há tanto dinheiro sujo sendo ganho, que não há mais espaço para adolescentes niilistas estilo década de 90, que burlavam os sistemas de segurança das grandes corporações por pura diversão e ganho de posições na hierarquia NERD Geek. Hoje, os negócios lucrativos dos subterrâneos do crime cibernético atraem cada vez mais programadores de alta estipe, que se deixam seduzir pelo lado negro da força do ganho fácil, apesar do alto risco envolvido. Sem bem que os hackers brazucas não correm tanto risco assim, porque nenhum deles fica na cadeia mesmo!

Referências:
Who Writes Malicious Programs and Why?
How to Detect a Hacker Attack
Hackers and Law

Vírus, Formas de ganhar dinheiro dos hackers, hackers do bem, spyware, trojan, backdoor, smitfraud, worm, DoS, DDoS, servidor, keylogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário