Pesquisar

11 de jul de 2008

O que EU posso fazer contra o aquecimento global?

Não exija sacolas de plástico nas padarias, comércios e supermercados. Leve suas próprias sacolas e incentive os outros a fazer o mesmo. As sacolas geram o lixo mais degradante produzido pelas grandes cidades. O mar está morrendo por causa dele.

Separação do lixo. Isto é fundamental: no mínimo o lixo seco tem que ser separado do lixo orgânico. Se a sua cidade não tem coleta seletiva, pressione o prefeito para fazê-la. Se a sua cidade oferece tal coleta e você não faz o mínimo esforço individual para fazer a sua parte, não pode criticar as pessoas pela estarem sujando o planeta.

Minimizar o uso de embalagens. Reduza o consumo de produtos que vêm com excesso de embalagens, isopor, caixas enormes e vazias, etc. Se você seguir este conselho, provavelmente vai retirar o Mac Donalds da sua lista de preferências alimentares, porque esta cadeia de Fast Food é um dos exemplos mais abomináveis e antiecológicos de produção de lixo.

Utilizar menos alimentos industrializados. É bom para o planeta e ótimo para a saúde. O seu corpo vai agradecer pelo consumo de alimentos frescos, locais e que exigiram menos petróleo par ao seu transporte.

Limpar o lixo reciclável para que as coletas sejam menos freqüentes. Quando você trata bem o seu lixo reciclável, ele não ficará cheirando a podridão depois de um dia de armazenamento e você poderá armazená-lo durante mais tempo. Se você conseguir onerar menos o sistema de coleta de lixo, menos petróleo será consumido na cadeia do seu transporte.

Uso indiscriminado do ar condicionado em veículos. As pessoas entram no carro, fecham as janelas e ligam o ar condicionado sem se certificar se a temperatura exterior torna o seu uso realmente necessário. Quando um veículo está com o ar condicionado ligado, o seu consumo por litro aumenta barbaramente, contribuindo para o aumento da poluição do ar, o aquecimento global e para o esgotamento de recursos não renováveis. A desculpa da segurança não cola: a menos que você tenha um carro blindado, os assaltantes usam um soco inglês para explodir facilmente as janelas do seu carro, mesmo estando fechadas.

Não troque o seu aparelho de celular a todo o momento, só porque saiu um novo que tem um badulaque a mais. O lixo eletrônico é um dos mais venenosos, radioativos e imprestáveis para a reciclagem.

Opte por carros pequenos e mais econômicos. Cada vez há menos espaço para os “banheirões” americanos beberrões de combustível. Em primeiro lugar porque o combustível está se tornando cada vez mais caro e em segundo, porque o transporte individual nunca foi e nunca será ecologicamente correto, ainda mais um carrão imenso andando vazio pelas ruas somente em nome da ostentação.

Não deixar aparelhos eletrodomésticos ligados quando não tiver pessoas no recinto, tvs e rádios ligados inutilmente.

Diga não ao sedentarismo. Ao invés de assistir horas de televisão por dia, aumentando o consumo de energia elétrica, caminhe ao ar livre e aproveite a benção de morar num país tropical.

Qualidade de roupas e sapatos. Prefira vestimentas duráveis, porque as pessoas que adoram comprar itens de vestuário de baixa qualidade e os descartam freqüentemente, geram um dos lixos menos recicláveis que existe.
Preferir deslocamentos com transporte coletivo, bicicleta e à pé. Você vai emagrecer, ficar mais saudável e o planeta agradece.

Diga não ao consumismo. Quando você troca os seus eletrodomésticos, móveis, carro, etc, somente por questões estéticas ou de moda, por um lado está gerando lixo e por outro está favorecendo o aumento de emissões de gases de efeito estufa das indústrias produtoras de bens de consumo.

Comportamento ecologicamente correto, consumismo, ecologia, gases de efeito estufa, aquecimento global, consumo de energia, poluição, planeja sujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário